A Voz do Pastor
A Voz do Pastor no Facebook
A Voz do Pastor no Twitter
A Voz do Pastor no Youtube
Uma alma salva vale mais que dez mil mundos...
Rádio Online:
Rádio Online
Culto Ao Vivo:

Pesquise em nosso site:
A Voz do Pastor
A Voz do Pastor no Facebook
A Voz do Pastor no Twitter
A Voz do Pastor no Youtube
Rádio Online:
Rádio Online
Culto Ao Vivo:
Culto ao vivo
Grupos de Estudos


Contagem Regressiva – Outubro de 2015
Introdução

Agora, dez é um número ruim. Mas o homem sempre conta regressivamente, começa do dez. “Dez. nove, oito, sete, seis, cinco, quatro, três, dois, um, zero.” O que Deus fazEle começa com Seu número, sete. Este é o número de Deus. Observe-O, sete. Oh, ele conta para frente, começando do um. Ele começa com Sua primeira era da igreja. Isto é o que Seus símbolos foram na terra. Há sete eras da igreja. Ele fez o mundo em sete dias, no sétimo dia Ele descansou. Este é Seu último número em Sua criação. Ele descansou.

Mensagem pregada por William Marrion Branham.

Grupo 01

Líderes: Ana Ritta e Eduardo Machado

Bruno, Jairo Jr., João Pedro, Isadora, Leyla, Matheus B., Priscila, Sabrina, Stephanni e Thayane.

Assim como Jesus quando veio à Terra dissipou de Si toda a Sua grandeza, Sua glória e Seu esplendor, escolhendo como discípulos homens simples, homens que não tinham estudo, assim também nestes últimos dias o alarido tem siado para as pessoas simples, humildes e que negam a si mesmas e seus conhecimentos para aceirar algo muito maior.

O ir. Branham nos dá como exemplo Jó, quando ele encontrou a Deus na natureza. Ele tipifica nosso ciclo devida com o Sol, que nasce fraquinho, vai se fortalecendo durante o dia e ao entardecer ele fica tão fraco e morre, mas na outra manhã renasce, testificando que há esperança de uma ressurreição.

“Tudo tipificando. Nós simplesmente não podemos nos afastar disto. Observe o sol quando ele nasce de manhã, o sol que ilumina os céus. É um pequeno bebê sendo balançado nos braços q q de sua mãe, quando está fraco, sem muita vida, não muito forte. E então cerca das oito horas, ele sai à escola. Às onze e trinta, ele está graduado, e está fora do ensino médio e da faculdade. Então ele está em sua força, das doze até cerca das duas. Então ele começa a ficar fraco, mais fraco, mais fraco, mais fraco, e finalmente fica tão fraco como um homem ou uma mulher velhos, descendo. É o fim disto? Ele volta novamente na manhã seguinte para testificar: “Há uma ressurreição, e uma vida além da morte.” (§25)

Grupo 02

Líderes: Eduardo e Nicolle

Cassiano, Jessé, Luana M., Lukas S., Matheus R., Samuel I.

O profeta Willam Marriom Branham faz um comparativo da evolução dos meios de locomoção com as três eras finais da igreja. Dessa forma, assim como antigamente tínhamos os cavalos e carroças, seria a era de Sardes do mensageiro Lutero. Os carros são comparados com a era de Filadelfia, mensageiro Wesley; o avião com o Espírito Santo; e pôr fim a era de Laodicéia com os astronautas e foguetes, quando a totalidade da Palavra foi relevada.

Uma diferença entre essas eras é que Deus foi acrescentando poder ao Seu povo, revelando uma porção a mais de Sua Palavra.

Outra diferença é que na era do cavalo, do carro e do avião havia o cavaleiro, o motorista e o piloto, respectivamente, para controlar estes meios. Porém, o astronauta natural possui algo para controlá-lo, e da mesma forma o astronauta espiritual possui uma torre de controle, o Espírito Santo, fazendo-o sair de toda a tribulação, subindo além das nuvens e de toda a incredulidade deste mundo.

Grupo 03

Líderes: Lucas Machado.

Denise, Gean, Joice, Lucas A., Melquisedeque, Poliana, Vitor e Tiago.

Nesta mensagem o Profeta falou que a torre de controle de um astronauta é na terra, e a de um cristão é o Espirito Santo.
No parágrafo 48 da mensagem, o profeta cita como uma parábola, em que retrata muito no espiritual, diz que um bezerro nascido no celeiro durante o verão estava fraco e zombava de outro que também nasceu e estava forte, brincando e regozijando por estar bem alimentado e o outro não, no espiritual representa um cristão que tem bastante alimento e o outro que não, então o que estava bem alimentado se regozijava, e o outro chamava de fanático.
Também podemos entender que o natural explica o espiritual. O irmão Branham nos da os exemplos da evolução dos meios de transporte, o cavalo, carroça, carros e aviões. Explicando a evolução das eras…
Por exemplo Lutero, o poder dele era a força do cavalo e da carruagem, Deus o tomando em suas mãos permitiu o homem ver que “o justo vivera pela fé” e então foi capaz de ver a justificação trazendo Vida a igreja. João Wesley, o poder dele era a força do automóvel, pelo nome de João Wesley sobre o Poder de Deus controlou para afastar todos os ismos longe dele, trazendo a santificação que fez a igreja  se colocar de pé e a fez caminhar. Santificar = separado para a Glória de Deus. Os pentecostais, o poder deles eram a força dos aviões, levando o homem ao ar, ao sobrenatural, ao desconhecido. Ele falou em línguas estranhas, ele fez coisas desconhecidas que eram estranhas à igreja, porque ele tinha decolado do chão… Mas agora temos chegado a era do astronauta, a era espiritual do astronauta, é o mesmo Espírito, mas temos mais poder agora, como na bíblia é chamado de “era da aguia”
“Então o astronauta espiritual tem um Poder de controle, tem uma torre de controle também. Não é aqui embaixo, como a do homem. É ali e cima. E é o Espirito Santo que está nele, que o está controlando, uma torre do batismo do Espirito Santo…” [Parágrafo 60]
Grupo 04

Líderes: Karen Cecconi e Deividy Pereira

Alana,  Alexia, Camila L., Cinéia, Diná, João Vitor, Jonatas e Pamela C.

O homem sem Deus, não conhecendo das coisas além dessa vida, pensa que o cristianismo é somente um estilo de vida diferente; mas o cristão verdadeiro, sabendo das coisas além dessa vida, graças a misericórdia de nosso bondoso Deus, sabe onde está firmado, sabe que o Espírito Santo é real, porque o guia em tudo.
O cristão se firma nas promessas de Deus, que lhe anima a continuar sua jornada, já a ciência, olha para o passado, para o que já fez  e apenas tenta melhorar aquilo. Ou seja, baseia tudo nessa vida passageira, onde tudo passa. Deus também vem evoluindo com seu povo, da mesma maneira que a ciência tem evoluindo, pois, o natural tipifica o espiritual.
A carruagem no tempo de lutero (o justo vive pela fé) ; o automóvel no tempo de Wesley ( santificação, sem negar a justificação pela fé ),  apenas acrescentando mais força; depois um salto com o avião: os pentecostais ( restauração  dos dons do Espírito Santo ); e por fim, os astronautas onde as leis da terra não se aplicam mais a eles ( noiva de Jesus, batismo com o Espírito Santo ).

Parágrafo  53

  A era do astronauta, estamos vivendo na era do astronauta.Tão certo quanto Deus tem testifi cado pelos acontecimentos naturais lá, assim Ele está testifi cando disto agora, que se temos alcançado o astronauta, Deus tem alcançado o que Ele prometeu alcançar nosúltimos dias, de acordo com Malaquias 4. A única coisa que Ele tem que fazer é ter alguém em Suas mãos, que possa se libertar dos aviõese automóveis, e seja lá o que for. Não olhar para trás ao que era isto,porém mais poder para elevá-lo mais alto, elevá-lo à Presença de Deus, elevá-lo para ali onde todas as coisas são possíveis. Agora vemos que isto está acontecendo. Não há dúvida disto.

Grupo 05

 Líderes: Daiane e Celso L.

Alessom, Aline, Ana Maria,  Eliel, Marcelo e Vitória.

É chegado o tempo de sabermos onde realmente estamos firmados, pois segundo a mensagem “Contagem Regressiva”, chegamos no momento de nos posicionarmos. A mensagem no §72 usa o exemplo do astronauta, quando é finalizada a contagem é dado o lançamento. Entendemos assim, que chegamos ao fim de nossa contagem, a última era, o momento em que Deus aguarda Sua noiva ficar pronta para o arrebatamento. Observando nos dias de hoje, temos provas que o tempo está acabando: guerras, multiplicação da ciência, Sodoma e Gomorra (casam e davam-se em casamento).

Grupo 06

 Líderes: Elisama e Israel.

Gabriel, Valsir Jr., Miriã, Zipora.

Nessa mensagem o profeta fala que as coisas naturais tipificam as espirituais e que quem trouxe as coisas à existência foi a Palavra de Deus. Ele está na natureza, e se você observar de perto perceberá isso e será atraído por Ele.

Tudo serve ao propósito de Deus, assim como as árvores testificam que há vida, morte, sepultamento e ressureição tudo que não serve ao propósito de Deus, não tem ressurreição.

O homem natural olha para trás, mas o homem espiritual olha adiante. O homem natural, pelo conhecimento olha para a sua realização, mas Deus na realização espiritual está indo adiante, olhando para a Palavra e não para trás, pois Ela nos faz crer nas promessas e nas coisas que hão de vir.

Lutero pregou: “o justo viverá pela fé”, a era da justificação aonde a tecnologia de locomoção existente era de carroças puxadas por cavalos. João Wesley pregou sobre santificação, quando sugiram os automóveis mais potentes que as carroças, igualmente guiado por mãos de homens. Vieram os pentecostais com a revelação dos dons e batismo com o Espírito Santo, quando surgiram os aviões que vão aonde nenhum carro consegue ir, mas ainda assim é guiado por um homem. Atualmente estamos vivendo na era do astronauta, cujo veículo vai aonde nenhum outro consegue ir, mas diferente dos outros, é guiado por uma torre de comando, tipificando nossas vidas guiadas por Deus.

O astronauta natural está em contagem regressiva em direção à lua, mas nós, astronautas espirituais, estamos em direção ao Céu, além das nuvens, credos ou dúvidas, onde todas as coisas são possíveis ao que crer.

Deixe um comentário:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Loading Facebook Comments ...
Pedido de Oração ou Testemunho

captcha

Eventos Futuros
Recomende A Voz do Pastor para seus amigos:
A Voz do Pastor no Facebook
A Voz do Pastor no Twitter
A Voz do Pastor no Youtube