A Voz do Pastor
A Voz do Pastor no Facebook
A Voz do Pastor no Twitter
A Voz do Pastor no Youtube
Uma alma salva vale mais que dez mil mundos...
Rádio Online:
Rádio Online
Culto Ao Vivo:

Pesquise em nosso site:
A Voz do Pastor
A Voz do Pastor no Facebook
A Voz do Pastor no Twitter
A Voz do Pastor no Youtube
Rádio Online:
Rádio Online
Culto Ao Vivo:
Culto ao vivo
Testemunhos

Testemunho de Livramento

 Meu nome é Thayane. Quando pequena, fui apresentada a Deus, nesta Igreja e, ainda hoje, sirvo ao Senhor. Estou com 16 anos e muitas coisas têm acontecido na minha vida.

Estava com 14 anos e ainda não tinha me decidido sobre meu batismo, e foi nessa idade que sofri um dos maiores golpes de minha vida. Numa viagem, a um parque de diversões, a Van em que estávamos bateu de frente com uma carreta. Cinco colegas morreram. Entre eles, uma amiga que sentava ao meu lado direito.

Foi um terrível choque para mim. Perdi meus amigos mais próximos. A amiga que sentava ao meu lado era como minha irmã. Estava sempre em minha casa, comíamos pipoca quase todas as tardes, trocávamos nossos segredos e, além disso, estudávamos juntas desde o Pré. Um dos meninos que faleceu, cresceu junto comigo. Era meu colega de escola, meu vizinho e, meus pais, amigos de sua família. Jamais esquecerei este fato.

Neste ocorrido, mais uma vez, Deus ouviu a oração de meus pais. Posso dizer que saí muito bem, comparada aos amigos que estavam ao meu redor. Machuquei o braço, perdi o movimento dos dedos e, apesar de ter passado por muitos exames, fisioterapia e especialistas, nada fez com que meus movimentos retornassem. Quando não teve mais nada que desse resultado, Deus entrou em cena novamente. A resposta veio do céu e estou perfeita. Jesus é bom!

Deus tinha mais para me conceder. Depois do acidente, caí em um estado bastante depressivo. Fiquei revoltada com tudo. Mas, falando com um jovem que também serve a Deus, comecei a ver o quanto Ele tinha sido bom para mim. Naquela mesma tarde, decidi que deveria ser grata a Deus e servi-lo. No dia 04 de março de 2012, fui batizada em nome do Senhor Jesus Cristo, pelo pastor Daniel. Apesar disso, tudo continuou sendo difícil para mim, parecendo pior que antes. Mas, mais uma vez, Deus teve paciência comigo.

Meu pai dizia que eu precisava obter o Batismo do Espírito Santo, ter uma experiência viva com Deus e, minha mãe sempre me incentiva a estar mais achegada nas coisas Dele. Todos os cultos que eles assistiam na internet, faziam questão que eu os acompanhasse. Comecei, então, a participar mais dos cultos da mocidade e cantar em alguns cultos. Meu pai sempre dizia que Deus tem sua hora de fazer as coisas, pois a Obra dele é completa, e ainda, que havia promessa de conversão para o nosso lar.

Foi, então, neste último culto da mocidade – nos dias 12 e 13 de outubro – que Deus começou a trabalhar em minha vida, como também, na vida de outros jovens na Igreja. Foi algo diferente que aconteceu com muitos.

Eu sei que Deus se compadeceu e fez algo diferente (e bem diferente) na minha vida. Tudo aquilo que antes eu valorizava, passei a ver de maneira diferente e, aquilo que eu não fazia, comecei a fazer: ler as Mensagens, ler a Bíblia, interagir com a mocidade da Igreja, jejuar e também a levantar de madrugada com meu pai para orarmos.

Foi no dia 06 de novembro que algo muito especial e glorioso aconteceu comigo. A Rozeana e a Leyla compartilharam no Facebook a pregação “Morrendo no meio de anjos” do pastor Edgar Roscoe. Fui assistir a pregação e algo diferente tomou o meu quarto. No fim da pregação, por volta das 2 da manhã, o pastor Roscoe disse para levantarmos nossas mãos e pedir um toque dos anjos, que sempre estão ao nosso redor. Levantei minhas mãos e senti que estava começando a perder o movimento delas. Fui cambaleando ao quarto do meu pai e o chamei para vir orar comigo.

Ajoelhamos. E é só disto que lembro. Fui tomada por DEUS. Segundo meu pai e minha mãe, eu glorificava em voz bem alta, balançava minhas mãos cada vez com mais intensidade, e pulava. Por um tempo eles me acompanharam, até que me deitaram. Meu pai dizia: “Glorifica a Deus, diga obrigado Senhor, o Senhor é maravilhoso!” Comecei, então, a falar em uma língua desconhecida. Eles me levaram para o quarto deles e, só pelas 4 horas consegui dormir. Durante todo este tempo eu louvava o Senhor.

Tudo que tenho a dizer é: Obrigado Senhor! Foram muitas as vezes que eu deixei Ele de lado, que O neguei para os outros e, mesmo assim, no momento que eu O clamei, Ele me atendeu. Não mereço, mas Tu és Maravilhoso! Obrigada por não ter desistido de mim, obrigada por me amar. É maravilhoso ser uma cristã. Hoje, eu creio que o Espírito Santo tem se agradado de mim, e quero servi-lo com tudo o que tenho em minha vida.

Agradeço a Deus por minha família, pelo pai – e líder de jovens -, que Ele me deu, e por todos os jovens que têm sido uma grande inspiração para mim. Vamos continuar sem olhar para trás, colocando Deus em primeiro lugar e usufruindo de tudo que Ele está nos dando, e com certeza ainda tem para nos conceder!

Por Thayane Maiara Cerneski da Silva

 





Deixe um comentário:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Loading Facebook Comments ...

Pedido de Oração ou Testemunho

captcha

Eventos Futuros
Recomende A Voz do Pastor para seus amigos:
A Voz do Pastor no Facebook
A Voz do Pastor no Twitter
A Voz do Pastor no Youtube